Ibéria

introdução a um imperialismo futuro

Iberia

Pessoa não foi alheio a praticamente nenhuma das grandes questões do seu tempo. Uma delas foi a “Questão ibérica”, isto é, o futuro político dos dois países e das muitas regiões que constituem a península ibérica, quer através de uma união luso-espanhola, quer através de uma confederação de nações. Esta foi uma questão que ganhou novamente vigência na segunda metade da década de 1910 e na qual Pessoa quis intervir. Uma questão, aliás, afim ao projecto pessoano da «refundação mítica da existência», porque Pessoa queria que se formasse uma Ibéria una e múltipla em que Portugal, depois do aparecimento do Super-Camões (o próprio Pessoa), não perdesse protagonismo cultural. A questão ibérica é também uma questão identitária, e esta é uma questão que, quer no plano individual, quer no plano colectivo, está no centro da estética e da filosofia pessoanas. Mais do que político, o iberismo de Fernando Pessoa foi do tipo cultural e esteve intimamente ligado às ligado às suas preocupações com questões de identidade.

    Ficha Técnica

  • Título: Ibéria

  • Subtítulo: introdução a um imperialismo futuro

  • Origem: Ática

  • Género: Ensaio

  • ISBN: 978-972-61-7248-2

  • Código: 00308761447001

  • Nº. de Páginas: 272

  • Formato: 140x200 mm

  • PVP c/IVA: 19.9 euros