Prémio Eduardo Lourenço

A7

 

AGUSTINA BESSA-LUÍS VENCE PRÉMIO EDUARDO LOURENÇO 2015

 

«Um dos expoentes máximos da literatura portuguesa (e universal) do século XX.»

 

«O Júri decidiu atribuir o Prémio a Agustina Bessa-Luís em reconhecimento da sua grande projeção nacional e internacional, expoente máximo da cultura portuguesa e ibérica, e valorizou na sua obra a profunda consonância com a grande tradição cultural ibérica, capaz de integrar e compreender Cervantes e Fernão Mendes Pinto, Nuno Gonçalves e Vélasquez.»

«O Prémio anual destina-se a galardoar personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da cultura, cidadania e cooperação ibéricas.»

«Para além do Vereador da Educação, Cultura e Turismo da Câmara da Guarda, o júri que decidiu a atribuição do Prémio Eduardo Lourenço 2015, era formado por João Gabriel Silva, Reitor da Universidade de Coimbra, María Ángeles Serrano, Vice-Reitora da Universidade de Salamanca, Valentín Cabero e Fernando Rodríguez de la Flor, professores da Universidade de Salamanca, Manuel Santos Rosa e Pedro Pita, professores da Universidade de Coimbra, e por mais três personalidades convidadas: Santos Justo e Pedro Bingre do Amaral (indicados pela Universidade de Coimbra) e José Luis Puerto (indicado pela Universidade de Salamanca).»

Agustina Bessa-Luís nasceu em Vila Meã, Amarante, a 15 de Outubro de 1922. Filha de um empresário de cinemas e casinos, cedo se deixou viciar pelo romance, iluminada roleta dos comportamentos humanos. Foi com o profético título «A Sibila» que publicou em 1954 que veio a ser reconhecida ao público em geral ao receber o Prémio Delfim Guimarães e o Prémio Eça de Queiroz. Vários dos seus romances foram adaptados ao cinema por Manoel de Oliveira. É homenageada em múltiplos países e universidades, condecorada por Portugal e pela França e traduzida em várias línguas. Já foi distinguida por todos os prémios nacionais de literatura e vários internacionais, tais como o Prémio Camões (2004) e, recentemente, o Prémio Eduardo Lourenço.

 

Prémios atribuídos à Autora

 

  • Prémio «Adelaide Ristori» (Centro Cultural Italiano de Roma) [1975]
  • Prémio da Cidade do Porto [1982]
  • Prémio Seiva de Literatura (Companhia de Teatro Seiva Trupe), Porto [1988]
  • Prémio Bordalo de Literatura (Casa da Imprensa) [1996]
  • Prémio Camões – o mais prestigiado galardão da língua portuguesa [2004]
  • Prémio Vergílio Ferreira (Universidade de Évora) [2004]
  • Prémio de Literatura do Festival Grinzane Cinema, Turim (Itália) [2005]
  • Prémio Eduardo Lourenço [2015]

 

Prémios atribuídos às obras

 

  • Prémio Delfim Guimarães (Guimarães Editores) [1953] | A Sibila
  • Prémio Eça de Queiroz (Secretariado Nacional de Informação) [1954] | A Sibila
  • Prémio Ricardo Malheiros (Academia das Ciências de Lisboa) [1966] | Canção Diante de uma Porta Fechada
  • Prémio Nacional de Novelística (Secretariado Nacional de Informação) [1967] | Homens e Mulheres
  • Prémio Ricardo Malheiros (Academia das Ciências de Lisboa) – Prémio Literário [1977] | As Fúrias
  • Prémio P.E.N. Clube Português de Ficção [1980] | O Mosteiro
  • Prémio D. Dinis (Fundação Casa de Mateus) [1980] | O Mosteiro
  • Prémio de Romance e Novela, Associação Portuguesa de Escritores [1983] | Os Meninos de Ouro
  • Prémio RDP Antena 1 da Literatura (Ex-aequo) [1988] | Prazer e Glória
  • Prémio da Crítica (Centro Português da Associação Internacional de Críticos Literários) [1993] | Ordens Menores
  • Prémio Municipal Eça de Queirós (Câmara Municipal de Lisboa) – Prémio de Prosa de Ficção [1994] |As Terras do Risco
  • Prémio Máxima de Literatura [1996] | Memórias Laurentinas e Party
  • Prémio Internacional União Latina, Itália [1997] | Um Cão que Sonha
  • Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores [2001] | Jóia de Família

 

Obras da Autora, aqui disponíveis: 

 

Dicionário ImperfeitoO Chapéu das Fitas a VoarA Corte do NorteA SibilaLongos Dias Têm Cem AnosEmbaixada a CalígulaFanny OwenMemórias LaurentinasTernos GuerreirosMeninos de OuroBreviário do BrasilO Concerto dos FlamengosOs IncuráveisCrónica do Cruzado Osb.Vale AbraãoKafkianaCividadeCaderno de SignificadosCorrespondência Agustina-Régio (1955-1968)A Mãe de um RioTrês Mulheres com Máscara de Ferro.